As crianças estão em casa sem nada para fazer à espera de irem, finalmente, de férias? Para quem só faz pausa em agosto e precisa de ocupar os mais pequenos, a RECICLA deixa três sugestões de campos de férias com foco na educação ambiental. São 2 em 1: oferecem atividades de lazer para as diferentes idades e ainda lhes ensinam cuidados ambientais. Espreite aqui estas opções.

Educação ambiental enquanto se aventuram pela natureza

O Campo Aventura fica em Óbidos, é orientado para jovens dos 6 aos 18 anos e segue uma metodologia “Learn and Fun”. “Fun” porque conjuga atividades de lazer e aventura como surf, laser tag, karts, mergulho, escalada, entre outras. E “Learn” porque todos os participantes são convidados a estar envolvidos em ações de sustentabilidade divididas em cinco áreas temáticas:

  • “Aqua”, módulo que aborda temas como o aumento da temperatura do planeta, do nível médio das águas do mar, a poluição dos oceanos, a sobrepesca e até os microplásticos. Mais do que banhos no lago, na barragem e no mar, aqui há tarefas e jogos pedagógicos, como a recolha de resíduos.
  • “Built”, que responde à pergunta “O que podemos construir com as nossas próprias mãos?”. Aqui os jovens vão poder ser autores dos seus próprios abrigos enquanto descobrem que as casas evoluíram com o passar dos séculos e que essa evolução também traz consequências ambientais.
  • “Land”, o módulo que conduz ao jogo do carbono, mas que antes necessita de algumas explicações sobre o mesmo e até de um debate. Segue-se um estudo mais aprofundado que implica mãos na terra, explorar a biodiversidade e plantações.
  • “Energy”, que aborda o tema da produção de energia sobretudo da renovável. Para melhor compreenderem como funciona, neste módulo, é possível montar um sistema solar fotovoltaico do início ao fim.
  • “Food”, que apresenta problemas da alimentação como a pegada ecológica das compras e soluções como a agricultura e pecuária sustentáveis ou a horta em casa. Entre atividades e curiosidades, este módulo resulta num menu variado e nutritivo, possível de ser replicado mais tarde em casa.

Para quem quer mergulhar em conhecimento sobre a natureza

No Porto, o Pavilhão da Água quer tornar as férias das crianças dos 6 aos 12 mais divertidas, fazendo-as “mergulhar em conhecimento”. Com atividades diferentes todos os dias, entre as 9h e as 17h, vão poder “reciclar e inventar”, participar em workshops de cerâmica, de origamis e de máscaras; fazer peddy pappers sobre água e energia, envolver-se em ações de sensibilização ambiental, através de visitas ao Núcleo Rural do Parque da Cidade, o maior parque urbano do país, entre muitas outras atividades. A conexão entre crianças, ciência e ambiente aqui não vai faltar.

Um centro de educação ambiental na serra

No Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros podemos encontrar a Quinta da Escola, um centro de educação ambiental. O objetivo deste espaço para ocupar os tempos livres de verão é que os jovens levem o conhecimento da escola para a natureza. Aqui, realizam-se atividades de consciencialização da responsabilidade ecológica que permitem explorar a fauna e flora locais. Falamos de visita às grutas, jogos tradicionais, olaria e artesanato, entre ateliers de biodiversidade, ecologia e biodiversidade, que levam os mais novos a aprender a fazer sabonetes, a reciclar papel, ou a fazer compostagem.

Não deixe mais as crianças à espera das suas férias. Deixe-as explorar a natureza e aprender sobre ecologia num destes programas de educação ambiental. É a não perder!