A 16 de setembro assinala-se o Dia da Prevenção da Camada de Ozono. Sabe para que serve? Porque é tão importante protegê-la? A RECICLA deixa-lhe a resposta a estas perguntas e ainda duas mãos cheias de dicas para melhorar a sua caminhada pela sustentabilidade.

A Camada de Ozono pode descrever-se como um escudo protetor dos raios ultravioleta que se forma entre os 20 e os 35 quilómetros de altura da superfície terrestre, na estratosfera. Composta, como o nome indica, por ozono, esta porção de quase 10 quilómetros de espessura é essencial à vida na Terra, retendo 95% dos raios solares ultravioleta (raios UV).

Em 1977, um grupo de investigadores britânicos descobriu pela primeira vez um buraco na Camada de Ozono sobre a Antártica. Desde então, há cada vez mais registos de que este escudo se está a tornar mais fino. Foi com o objetivo de alertar para a sua proteção que o Dia da Prevenção da Camada de Ozono foi criado pela Organização das Nações Unidas, em 1995.

O que destrói a Camada de Ozono?

As atividades humanas emitem diversas substâncias químicas prejudiciais à Camada de Ozono. O dióxido de carbono, expelido, por exemplo, pela utilização de veículos a gasolina; óxido nítrico, provocado pela queima de diversos combustíveis fósseis, e óxido nitroso, libertado por veículos e indústrias químicas, são alguns dos gases nefastos.

A esta lista juntam-se os clorofluorcarbonos, comummente conhecidos como CFC. Estes gases, anteriormente utilizados em sistemas de refrigeração, como em ares condicionados, frigoríficos ou equipamentos contra incêndios, reagem com os raios UV, desencadeando um conjunto de reações químicas que provocam a destruição da Camada de Ozono.

Dados apresentados pela WWF Brasil, a organização não governamental World Wide Fund for Nature, apontam que uma única molécula de CFC pode destruir 100 mil moléculas de ozono. Os CFC foram considerados de tal forma nocivos que, em 2010, deixaram de ser produzidos e consumidos um pouco por todo o mundo, incluindo Portugal.

Porque é tão importante preservar a Camada de Ozono?

Esta acumulação de gás na estratosfera é essencial à vida no planeta. Sem Ozono para os absorver, os raios UV são nocivos tanto à biosfera, como aos seres humanos, podendo provocar problemas como:

  • Cancro de pele;
  • Cegueira em resultado do aumento de cataratas;
  • Redução do desempenho do sistema imunológico, expondo mais as pessoas aos diversos vírus e doenças;
  • Aumento da temperatura do planeta.

Segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a diminuição de 1% da Camada de Ozono poderá dar origem a 50 mil novos casos de cancro de pele e a 100 mil novos casos de cegueira em todo o mundo.

Torna-se, portanto, essencial adotar medidas para a proteger.

O que cada um de nós pode fazer para a sua proteção?

Há pequenos gestos fáceis de adaptar no dia a dia para ajudar a proteger o planeta:

  • Deixe o carro em casa. Utilize transportes públicos ou ande mais vezes a pé;
  • Recicle mais. Faça a correta separação das embalagens e não deixe que estas acabem num aterro;
  • Não descarte eletrodomésticos na rua. Peça a sua recolha ou entregue-os à marca;
  • Reutilize e Repare mais, confirme se precisa mesmo de adquirir novos produtos;
  • Opte por alimentos biológicos e produzidos o mais localmente possível;
  • Escolha produtos com etiquetas como “ozon friendly”, certificação “ecolabel” ou “efp – environmentally friendly product”;
  • Evite o desperdício alimentar, também responsável pela emissão de gases tóxicos para a atmosfera;
  • Opte por utilizar energias renováveis;
  • Substitua as suas lâmpadas por luzes LED;

Deixe-se inspirar por estas dicas. Agora que sabe que simples ações podem contribuir para um planeta mais saudável, comece já hoje a ajudar o ambiente.